quinta-feira, outubro 07, 2004


THE ARROW - W. B. Yeats

I THOUGHT of your beauty, and this arrow,
Made out of a wild thought, is in my marrow.
There's no man may look upon her, no man,
As when newly grown to be a woman,
Tall and noble but with face and bosom
Delicate in colour as apple blossom.
This beauty's kinder, yet for a reasonI
I could weep that the old is out of season.


A FLECHA

EU penso na beleza sua, mas o arcano
Desta flecha feroz está em meu tutano.
Homem nenhum quer vê-la - não, nenhum a quer -
Até que, já crescida, se torna mulher,
Ela é nobre, altiva, mas co´os delicados
Matizes da maçã em flor no rosto e seios.
Tal beleza é amável, mas sem ter razão
Eu choro pelo velho, fora de sazão.

Nenhum comentário: