segunda-feira, março 19, 2007

Louis Lavelle - Frases

Pílulas espirituais, não para serem lidas de carreirinha, mas tomadas uma a uma e digeridas pelo estômago da inteligência.
Luiz de Carvalho.

1. Narciso exige do olhar nu a contemplação de sua pura essência, mas ele só pode lhe dar a aparência – eis o drama de que padece.
2. O crime de Narciso é preferir, no final das contas, a imagem ao próprio eu.
3. Só se pode amar uma vida que, antes de fazer dom de si, deve-se dar a si mesma o ser.
4. Ser é sempre mais que conhecer. O conhecimento é o espetáculo com que nos regalamos.
5. A potência que tenho em mim para acolher é o que faz que os outros me acolham.
6. Cada consciência tem em si uma aspiração insatisfeita, pois que tem o infinito por objeto.
7. A mentira é a recusa do próprio ser perpetrada pelo eu.
8. A árvore alimenta os frutos de que se carregará, mas ela os ignora: não cabe a ela vê-los nem prová-los.
9. Todos os seres recebem a mesma luz, mas a acolhem de modos desiguais.
10. Qualquer progresso espiritual retira-nos do convívio dos outros homens, que veem em nós um ser que começa a se bastar a si.
11. Só começo ser interessante a outrem quando este sente em mim um perfeito desinteresse... uma indiferença a convencê-lo.
12. O amor começa na contemplação.
13. A docilidade é o polimento do vigor, não o seu contrário.
14. Quanto mais a árvore mergulha as raízes na escuridão da terra, mas a folhagem remonta às alturas.
15. A sabedoria é aptidão para se possuir, e não dominar.
16. A santidade assemelha-se a uma nova natureza: é por sua vez a renúncia e a perfeição da natureza.
17. A consciência só consegue o equilíbrio e a segurança ao alimentar o olhar no infinito, em vez de fazer deste [mundo] a perpetuação de um além.
18. O maior bem que possamos fazer ao próximo não é comunicar-lhe nossa riqueza, mas fazê-los descobrir a deles.
19. Não pode haver real amizade entre os que, antes de tudo, não têm fé nos mesmos valores.
20. Toda duração é espiritual, e não material, pois a duração só conserva o que ela espiritualiza.
LOUIS LAVELLE
http://catho.org/9.php?d=c2s

3 comentários:

Fantasma disse...

Obrigado por partilhar estas palavras de sabedoria.

Fernando disse...

Luis Lavelle, iluminado pela sabedoria divina.

Anônimo disse...

Até onde sei, Louis Lavelle tinha uma noção um tanto heterodoxa sobre a eternidade da alma, que - segundo pude depreender - seria algo in fieri, e não dada na própria humanidade, ou seja, a alma não seria ab ovo espiritual, contrariamente ao que doutrina a teologia católica. Neste ponto lembra a revelação do espirito em Hegel; contudo, em lugar de revelar-se na história, revelar-se-ia, ou melhor, contituir-se-ia no decorrer da biografia.

Luiz de Carvalho.